Magnum Wine Radio 235 – Piorro e Bocho. Vinhos que merecem ser provados

Há vinhos e vinhos. Há estilos de enólogos e estilos de enólogos. Pedro Pinto é dos meus. Num mar de vinhos que estão a sair para o mercado com os seus 2017 ou mesmo 2018 (!) há produtores cuja capacidade financeira ou estratégica ou… as duas, permitem dar tempo ao… tempo e à enologia. É o caso da 1912 Winemaker, que tem em Pedro Pinto, mais do que o seu enólogo, o porta-voz dos dois irmãos que têm uma paixão pelo vinho. Provem-no no podcast!

Magnum Wine Radio 230 – A Quinta do Rol é na Lourinhã, sabiam?

A Quinta do Rol situa-se na Lourinhã, a nossa “Lourinhac”, a terra por excelência das aguardentes nacionais – calma, também há excelentes aguardentes nos Verdes e na Bairrada mas as da Lourinhã são DOC 🙂 – mas a sua fama não é, somente, pelas aguardentes. Nuno Martins da Silva, o enólogo da casa, fala apaixonadamente (parece um vendedor, e é um elogio) da Quinta, da aposta num misto de tradição – Vital, etc- e castas estrangeiras, na gama de vinhos e no tempo que o projeto permite ao enólogo e aos vinhos, mostrarem o que valem. O tempo que muitos produtores não têm, existe aqui, e por isso quem é apaixonado por vinhos onde se mostra a vivacidade e o tempo em garrafa… melhor descobrirem onde fica a Quinta do Rol

Magnum Wine Radio 226 – A Quinta do Piloto vai ser kamikaze em 2019

Quer saber porque é que Filipe Cardoso, a geração que se segue na Quinta do Piloto, tem grandes esperanças em 2019? Se quer saber tudo vai ter que ouvir o podcast – sabem, se só lerem o resumo, perdem a minha voz e a voz do entrevistado… 🙂

Agora mais a sério, o Filipe Cardoso revela as experiências que fará em 2019 duma quinta que, situada entre gigantes e anões, tem área, passado e possibilidades de criar novos vinhos de Setúbal dentro do Setúbal que conhecemos 🙂

Magnum Wine Radio 223 – A Vinalda ofereceu uma excelente experiência

A Vinalda convidou um conjunto de distribuidores, garrafeiras, canal horeca, jornalistas, bloggers e enófilos para um evento onde deu a conhecer, de uma só vez, todos os topos de gama das marcas suas representadas. Foi o  “Vinalda Wine Experience” e levou mais de 150 pessoas ao Lisbon Secret Spot, em Montes Claros.

Durante cerca de 4 horas (sem contar o almoço) desfilaram produtores e enólogos de 40 vinhos, de 21 marcas representadas pela Vinalda, divididos por seis flights: 1 de Espumantes, 2 de Brancos, 2 de Tintos e 1 de Fortificados e Colheitas Tardias, com quatro escanções responsáveis pelo serviço. Foram mais de 6000 mil copos e o valor das garrafas servidas, em PVP, chegaria aos 36 mil euros.

As condições foram óptimas, deu para ficar a conhecer a história, o registo e o estilo de cada um dos vinhos e também para contactar com os enólogos presentes. Para José Espírito Santo, Diretor-geral da Vinalda “à semelhança do que se faz noutros mercados, decidimos inovar e fazer um evento exclusivo, dando a possibilidade aos profissionais e enófilos mais experientes de provarem, num só evento, vinhos que raramente estão disponíveis no mercado, incluindo vinhos de alocação”. Ah, e sentados, em óptimas condições de temperatura, bons copos e tempo para analisar. Digo eu. No podcast, José Espírito Santo revela um pouco mais da estratégia da Vinalda para os próximos tempos. Vêm aí novidades…

Magnum Wine Radio 216 – Muxagat ou o novo sonho da Susana…

Susana Lopes viu a sua vida alterar-se completamente em 2015. Do nada, teve que ir parar a uma feira de vinhos e daí pegar num projeto que tinha uma cara conhecida no meio dos vinhos. Ela que, de vinhos, pouco percebia. Podemos por isso dizer que este sonho tem três anos, muito embora a marca Muxagat seja bem mais antiga. Luís Seabra é o enólogo consultor deste “renascimento” e os primeiros vinhos surgiram há pouco tempo. Foi sobre o sonho, os novos vinhos (em especial o Tinta Francisca) e o que é ser produtora que preencheu a conversa com Susana Lopes, talvez das entrevistas mais giras deste podcast!

Magnum Wine Radio 180 – A paixão de Tiago Alves de Sousa

Este foi o outro lado da história da família Alves de Sousa. Falar com Domingos Alves de Sousa seria não saber como começar… nem como acabar. Talvez apenas a uma mesa e com longas horas e vinhos pela frente. Assim, optei por fazer um podcast com Tiago Alves de Sousa, o filho, o enólogo, um dos herdeiros a dar a cara por vinhos fantásticos e uma imagem de marca que as marcas não esquecem! Quem não se lembra de um abandonado, um memórias ou um Quinta da Gaivosa? Vinhos para não deixar ninguém indiferente!

Magnum Wine Radio 179 – A Montalegre de Francisco Gonçalves

Francisco Gonçalves optou por trabalhar em Trás-os-Montes, no seu projeto pessoal, Montalegre, uma das vinhas mais altas da Península Ibérica. Mas depois de muitos anos a trabalhar no Douro, foi para outras paragens. Faz igualmente os vinhos São Matias, no Dão, mas o grande tema do podcast foi, sem dúvida, a menina dos olhos, a marca e o projeto Montalegre, os seus vinhos de altitude.

Magnum Wine Radio 102 – Se não conhece Maritavora devia conhecer…

Falamos com Manuel Gomes Mota, a cara da familia por detrás do projeto Maritavora. Sobre o que é fazer vinho em Freixo de Espada à Cinta, a presença de Jorge Serôdio Borges e o futuro em termos de vinhos. Vinhos a conhecer e a descobrir.

Um final de dia e noite com Luis Soares Duarte

A Garrafeira 5 Estrelas organizou mais uma prova na passada sexta-feira, dia 22, com a presença dos vinhos Gouvyas e do seu produtor e enólogo Luis Soares Duarte. E a prova transformou-se no já esperado. Uma volta pelo passado, presente e futuro de um projecto muito pessoal do João Roseira e do Luis Soares Duarte, com vinhos de um equilíbrio singular e que permitem o estágio em garrafa por largos anos… como pudemos comprovar num jantar informal que degustámos algumas relíquias.

Em prova estiveram
GOUVYAS TINTO 2007
GOUVYAS VINHAS VELHAS TINTO 2006
GOUVYAS RESERVA BRANCO 2003 1.5L
GOUVYAS ÂMBAR BRANCO 2010
GOUVYAS MOSCATEL GALEGO 2015
GOUVYAS TINTA FRANCISCA 2015
GOUVYAS TOURIGA FÊMEA 2015

E os ainda não engarrafados Viosinho e Clarete. O que marcou a prova, além da prosa fácil do enólogo, foi a acidez e o equilíbrio dos vinhos, sejam brancos e/ou tintos, aguentando por largos anos (os mais velhos, já com dez anos, ainda muito jovens) e os brancos a pedir que a degustação fosse “à mesa”.

Curiosamente, esse tema da longevidade dos mesmos, foi o motivo para uma discussão “à mesa” logo a seguir à prova. O leque foi o seguinte:

O resultado? O melhor vinho da noite foi o 2000 OP, seguido do 2000 “normal”, com o 2001 “já morto” e algum couro acentuado no mais velho. Uma grande prova, numa grande noite e um agradecimento ao Ceboleiros pela ementa. Deliciosa!

Prova Vínica Ribafreixo Wines

Decorreu na passada sexta-feira a prova de vinhos habitual da Garrafeira 5 Estrelas, desta vez com vinhos da Ribafreixo Wines. É uma empresa ainda recente (faz 10 anos) e que junta a visão cosmopolita do seu fundador, Mário Pinheiro, cuja influência sul-africana, onde viveu, mostra-se no Chenin Blanc (Connections) ao conhecimento profundo do Nuno Bicó. apaixonado pelo rei Antão Vaz e outras castas. A marca mais sonante da casa é Gáudio, seguido dos Pato Frio e Barrancoa.

Mário Pinheiro e Nuno Bicó são os fundadores, Paulo Laureano dá a consultoria enológica, sendo a presença diária assegurada pelo enólogo Jorge Rebocho e Vitor Oliveira conjuga a componente comercial com um saber estar impecável!

Em três anos compraram 28 parcelas de terrenos abandonados, que transformaram numa propriedade única e uniforme à qual deram o nome de Herdade do Moinho Branco, com uma área de 114 hectares, juntinho à Vidigueira.

Provou-se:
PATO FRIO CASHMERE 2016
PATO FRIO ANTÃO VAZ 2016
PATO FRIO VERDELHO 2016
PATO FRIO GRANDE ESCOLHA ANTÃO VAZ 2015
PATO FRIO RED EDITION 2014
GÁUDIO VERDELHO 2016
GÁUDIO CLÁSSICO TINTO 2014
GÁUDIO RESERVA TINTO 2013
GÁUDIO VINHO LICOROSO 100% ANTÃO VAZ