Magnum Wine Radio 188 – Agosto em versão reduzida!

Em Agosto, o calor aperta, a vontade de estar na esplanada, na praia, ao sol, aumenta… e o podcast diminui 🙂 Teremos assim em versão semanal, às quartas, retomando a nossa actividade normal na altura da Feira do Vinho do Dão.

Entretanto, hoje falamos de uma mega-prova de vinhos que vai decorrer na próxima sexta-feira na Garrafeira 5 Estrelas. Entre as 17 e as 20, os vinhos (espumantes) da Casa Senhorial do Reguengo (Verdes), Montalegre (Trás-os-Montes) de Francisco Gonçalves e os vinhos Dorina (da enóloga e co-proprietária da Quinta do Plansel, Dorina Lindemann) estarão à prova.

Fiquem bem! E aproveitem!

Magnum Wine Club 166 – Susana Esteban, uma galega no Alentejo

Susana Esteban nasceu em Tui mas rapidamente passou a fronteira para o Douro, onde esteve vários anos. Aliás, queria conhecer castas, mundo. Agora aterrou no Alentejo, onde se lança com Aventura e Procura mas também Sem Vergonha ou sempre em parcerias. No Sidecar convida enólogos, produtores, amigos, para partilhar filosofias. E até de Cabriolet parte para experimentações.

Fiquem a conhecer Susana Esteban através do podcast!

Magnum Wine Radio 165 – E os premiados do Concurso Vinhos de Portugal são…

Um Beira Atlântico de um jovem produtor bairradino – Flutt Espumante Branco 2015 foi o vencedor, na categoria de “melhor espumante” do concurso de “Vinhos de Portugal” da ViniPortugal. Um total de 369 medalhas, das quais 36 na categoria Grande Ouro, 126 de Ouro e 207 de Prata atestam a excelência do vinho nacional para um total de mais de 1300 vinhos enviados a concurso – mais concretamente 1307 vinhos, produzidos por 372 agentes económicos. O Douro foi a região que recebeu mais medalhas Grande Ouro do júri, recolhendo 7 medalhas, seguindo-se a região do Dão, com 6 medalhas, e Alentejo, com 5 medalhas.

Os vencedores foram conhecidos na passada sexta-feira à noite, dia 18 de Maio, na gala de entrega de prémios do Concurso Vinhos de Portugal, que se realizou no Convento do Beato, e que contou com a presença do ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, e do secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luís Medeiros Vieira.

Os grandes prémios do Concurso Vinhos de Portugal, que distinguem os melhores entre os 369 vinhos premiados, foram distribuídos pelas regiões Porto e Douro, Alentejo, Vinhos Verdes, Tejo, Beira Atlântico e Minho:

• “O Melhor do Ano”
Touriga Nacional Tinto (2015) | DOP Douro | Produtor: Quinta do Crasto, S.A

• “O Melhor do Ano Licoroso”
DR Porto 30 Anos | DOP Licoroso Porto | Produtor: Agri-Roncão Vinícola Lda.

• “O Melhor do Ano Varietal Tinto”
Touriga Nacional Tinto (2015) | DOP Douro | Produtor: Quinta do Crasto, S.A.

• “O Melhor do Ano Branco Especial”
Falcoaria Late Harvest (2014) | DOP do Tejo | Produtor: Casal Branco Sociedade de Vinhos S.A.

• “O Melhor do Ano Varietal Branco”
Alvarinho Deu La Deu Premium (2015) | DOP Vinhos Verdes | Produtor: Adega Cooperativa e Regional de Monção, CRL
• “O Melhor do Ano Varietal Branco”
Aveleda Reserva da Família Alvarinho (2016) | IGP Minho | Produtor: Aveleda, S.A.

• “O Melhor do Ano Vinho Tinto”
Passadouro Reserva Tinto (2015) | DOP Douro | Produtor: Quinta do Passadouro Sociedade Agrícola Lda

• “O Melhor do Ano Vinho Branco”
Private Selection Branco (2016) | IGP Alentejano | Produtor: Esporão Vendas & Marketing

• “O Melhor do Ano Espumante”
Flutt Branco Espumante (2015) | IGP Beira Atlântico | Produtor: PositiveWine Lda.

A lista completa pode ser encontrada aqui

Jorge Monteiro, presidente da ViniPortugal, faz um balanço positivo da edição 2018 do Concurso Vinhos de Portugal. “O Concurso Vinhos de Portugal constitui uma oportunidade de excelência para a promoção da marca Vinhos de Portugal/Wines of Portugal. Ao longo de uma semana são criadas oportunidades para dar a conhecer junto de especialistas internacionais a diversidade de vinhos de qualidade que Portugal produz, não só através dos momentos de avaliação do Concurso mas também através do contacto direto com os agentes económicos, em jantares vínicos e visitas a produtores, bem como com a realização de master classes dedicadas ao vinho português”.

À semelhança das edições anteriores, o Concurso Vinhos de Portugal 2018 teve uma primeira fase, realizada no CNEMA, em Santarém, na qual cada vinho foi apreciado em prova cega por um júri composto por especialistas em vinhos, nacionais e internacionais, entre enólogos, jornalistas, sommeliers e outras entidades ligadas ao vinho. Com base nas escolhas feitas na 1.ª fase do Concurso, o Grande Júri, composto por John Szabo MS (Canadá), Evan Goldstein (EUA), Dirceu Vianna Junior MW (Brasil e Reino Unido), Andrés Rosberg, presidente da ASI (International Sommelier Association) e por Luís Lopes, presidente do Concurso, e Bento Amaral em representação de Portugal, escolheram os grandes vencedores do Concurso Vinhos de Portugal, atribuindo as medalhas Grande Ouro e os Melhores do Ano.

Magnum Wine Radio 163 – Dar Alento aos enófilos, eis o lema de Luís Louro

Luís Louro é nome que dá Alento a todos. A Adega do Monte Branco foi o projeto que nos fez conversar um pouco com ele. E arranjámos motivos para visitar Estremoz, visitar a Quinta do Mouro 🙂 (ou não fosse ele filho do Miguel Louro)… e provar excelentes vinhos

Magnum Wine Radio 151 – João Afonso, o bailarino que nos dá baile nos vinhos.

João Afonso escreve sobre vinhos, é critico de vinhos, é autor de livros sobre vinhos, é produtor de vinhos. Ok, poderia ser o normal do dia a dia. Mas também é um excelente entrevistado. Porque teve uma vida para além desta vida (bailarino no Ballet Gulbenkian), um homem das artes que veio para o vinho dar-nos verdadeira arte engarrafada. E escrita.

Talvez das entrevistas para o podcast que mais gozou deu fazer, espero que tenham o mesmo prazer ao ouvi-la!

Magnum Wine Radio 141 – Bernardo Cabral alarga horizontes

À direita, Bernardo Cabral

Bernardo Cabral é um enólogo que tem a seu cargo alguns bons nomes de Herdades alentejanas. Desde o projeto Santa Vitória ao novo Vicentino, mas também ao setubalense Pegos Claros, o enólogo tem construido um portfólio de boas marcas e projetos bem estruturados. Agora contou-nos que deixará também a sua marca no Pico. Viaje, neste podcast, pelo mundo enológico de Bernardo Cabral.

Magnum Wine Radio 140 – A nova vida do Patrão

Luis Patrão recebeu o legado de António Saramago

Luís Patrão foi, durante muito tempo, um dos homens do Esporão. E também, no seu cantinho, começou a criar o Vadio. Mas o seu trabalho de enólogo criou uma “marca” no Alentejo. O ano passado “migrou” para um projeto histórico que mudou de donos. E Luís Patrão está na frente do projeto Herdade de Coelheiros. Ouçam-no para saber como foi!

Magnum Wine Radio 116 – O Dux dos Vinhos, Luis Moura!

Luís Moura é o verdadeiro Dux dos vinhos. Pois criou, com vários sócios, um conjunto de casas diferentes em Coimbra, Viseu e, numa parceria, em Nelas. Casas de restauração onde o vinho tem o lugar central, para além de petiscos de partilha deliciosos. Fomos conversar com ele sobre a ideia dos vinhos “Dux”. Já colaboraram com Magnum Vinhos, de Carlos Lucas, com quem começaram o projecto, com a Covela (Lima Smith) em dois vinhos feitos mais a pensar no Verão e agora com a Herdade da Raposinha, num Touriga Nacional alentejano. Tudo vinhos muito diferentes. E preparem-se que vem ai um Bairrada! Uma deliciosa entrevista para ouvir!

Wine Fest 2017 do Porto no sábado!

O próximo sábado, dia 18, obriga-nos a pensar em ir ao Porto. Mais especificamente ao Salão Nobre da Alfândega do Porto que recebe mais de 30 produtores de vinhos e espumantes. É a repetição, dado o sucesso da primeira edição, do Wine Fest Porto, um evento do Luís Gradissimo que vale a pena, pela qualidade e consistência dos produtores. 300 referências de 11 regiões portuguesas estarão presentes num evento que se realiza entre as 15h00 e as 20h00, no Salão Nobre do edifício da Alfândega do Porto.

Para além das presenças (que estão aqui numa lista embaixo) A organização conta com outros motivos para levar os enófilos a ir lá, infelizmente esgotadas: Os apreciadores de vinhos que garantiram lugar, vão poder usufruir de três ‘Provas Especiais’: “Casa da Passarella – 125 Anos de História” (Dão); “Os segredos de Joaquim Arnaud” (Alentejo); e “Horácio Simões – Uma história à volta do Moscatel Roxo” (Península de Setúbal).

Neste dia o Wine Club Portugal comemora três anos de atividade e a data ficará assinalada com a apresentação da nova marca, que servirá também de assinatura às edições WINE FEST Lisboa e Porto, já a partir de 2018.

A entrada no evento tem o valor de 10€ e os bilhetes estão disponíveis na Ticketline, on-line e nos locais habituais como Fnac, Worten, El Corte Inglés ou Agências Abreu, por exemplo.

PRODUTORES PRESENTES NOWINE FEST 2017 PORTO
Vinho Verde: Vinho Verde Young Projects; Quinta do Ferro; Quinta do Regueiro, Pessoa Wines.
Douro: Pessoa Wines; Esmero; Quinta de Ventozelo; Vieira de Sousa; Quinta da Rede; Vinilourenço; Maçanita Vinhos; Dalva; Messias.
Vinho do Porto: Dalva; Messias; Blackett.
Trás-os-Montes : Casal Faria; Do Joa.
Bairrada Quinta dos Abibes; Casa de Saima; ; Quinta das Bágeiras; Messias.
Dão: Messias; Casa da Passarela; Quinta Vale do Cesto; Quinta de Lemos.
Beira Interior: Quinta do Cardo.
Tejo: Romana Vini.
Lisboa: Quinta de Pancas; Câmara Municipal de Oeiras – Carcavelos; Romana Vini; Joaquim Arnaud.
Península de Setúbal e Moscatel de Setúbal: Horácio Simões.
Alentejo: Herdade do Arrepiado Velho; Monte da Ravasqueira; Joaquim Arnaud; Vinha das Virtudes; Lima Mayer; Fita Preta Vinhos.

Prova Vínica Ribafreixo Wines

Decorreu na passada sexta-feira a prova de vinhos habitual da Garrafeira 5 Estrelas, desta vez com vinhos da Ribafreixo Wines. É uma empresa ainda recente (faz 10 anos) e que junta a visão cosmopolita do seu fundador, Mário Pinheiro, cuja influência sul-africana, onde viveu, mostra-se no Chenin Blanc (Connections) ao conhecimento profundo do Nuno Bicó. apaixonado pelo rei Antão Vaz e outras castas. A marca mais sonante da casa é Gáudio, seguido dos Pato Frio e Barrancoa.

Mário Pinheiro e Nuno Bicó são os fundadores, Paulo Laureano dá a consultoria enológica, sendo a presença diária assegurada pelo enólogo Jorge Rebocho e Vitor Oliveira conjuga a componente comercial com um saber estar impecável!

Em três anos compraram 28 parcelas de terrenos abandonados, que transformaram numa propriedade única e uniforme à qual deram o nome de Herdade do Moinho Branco, com uma área de 114 hectares, juntinho à Vidigueira.

Provou-se:
PATO FRIO CASHMERE 2016
PATO FRIO ANTÃO VAZ 2016
PATO FRIO VERDELHO 2016
PATO FRIO GRANDE ESCOLHA ANTÃO VAZ 2015
PATO FRIO RED EDITION 2014
GÁUDIO VERDELHO 2016
GÁUDIO CLÁSSICO TINTO 2014
GÁUDIO RESERVA TINTO 2013
GÁUDIO VINHO LICOROSO 100% ANTÃO VAZ